INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE SAÚDE MULTIPERFIL | INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE SAÚDE MULTIPERFIL | INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE SAÚDE MULTIPERFIL | INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE SAÚDE MULTIPERFIL | INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE SAÚDE MULTIPERFIL | INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE SAÚDE MULTIPERFIL |

MISSÃO, VALORES E PRINCÍPIOS FILOSÓFICOS

O Centro de Formação de Saúde (CFS), enquanto instituição do ensino, tem como missão ser um elemento fundamental e catalisador do desenvolvimento do País, contribuindo assim para a saúde, desenvolvimento e bem-estar social das pessoas, através da formação de cidadãos de elevada competência profissional, científica e técnica, da investigação e da prestação de serviços à  comunidade.

Acreditamos e defendemos que o processo formativo dos actuais e futuros profissionais deve abranger um conjunto de actividades académicas e culturais, conducentes ao desenvolvimento de valores humanistas e prática dos princípios da bioética.

O CFS tem os princípios da bioética como norteadores e portanto todos os cursos têm o compromisso social com os princípios da Justiça, da Autonomia, da Beneficência e da Não maleficência.

A complexidade do mundo actual exige dos professores uma capacidade crítica e auto-crítica, bem como de adaptação à  mudança, que obriga todos os envolvidos no processo-ensino aprendizagem, dos actuais e futuros profissionais de saúde, a adoptar uma atitude ética e a impulsionar o desejo e o prazer de cuidar, para além da técnica e da tecnologia. É obrigação de todos os professores da área da saúde demonstrar competência técnica, competência estética, competência política, bem como adoptar uma atitude ética perante a vida, atitude solidária e de respeito, orientada para o bem colectivo pois só assim poderão contribuir para aquilo que consideramos ser um desígnio nacional de ter um país onde todos os angolanos tenham confiança no Sistema de Saúde de Angola.

Na realidade, defendemos nesta escola e consideramos imprescindível, formar pessoas com um perfil profissional ético-reflexivo, empreendedor, pro activo e consciente de seu papel enquanto cidadão.

Tendo os princípios da Justiça, da Autonomia, da Beneficência e da Não Maleficência como norteadores do projecto educativo, a actuação do CFS compreende primordialmente a formação de Enfermeiros, por ser a área onde a formação se encontra mais sólida, partindo depois para a formação de técnicos noutras áreas da saúde.

Defendemos a inter e transdisciplinaridade como essenciais para a formação do perfil do profissional desejável para exercer a sua profissão num mundo global e complexo. Por tal facto assume-se que a inter e a transdisciplinaridade são integrantes da proposta pedagógica dos cursos.
A política didáctico-pedagógica do CFS é o seu marco diferencial e explicita tanto a particularidade desta instituição de ensino quanto a sua relevância social. A proposta de formação de um profissional altamente qualificado e que esteja preparado para actuar em entidades e organismos que interferem nos rumos e na construção da sociedade exige um projecto didáctico-pedagógico inovador; um projecto que incentive e possibilite a participação efectiva do estudante, que contribua para que este venha a ser um profissional, criativo, empreendedor, justo, responsável, solidário, cooperante, participativo e com uma postura ética perante a vida.

Que a nossa construção seja uma construção partilhada, assente na reflexão, na participação e no contributo de todos.

Acreditamos que, deste modo, estaremos a incentivar os estudantes a participar activamente no processo ensino-aprendizagem e na sociedade, de modo democrático e solidário.

Estamos convictos que, numa Era em que a globalização é uma realidade, um país só consegue assegurar um desenvolvimento endógeno e auto-sustentável se tiver o suporte de uma massa crí­tica composta por pessoas e profissionais altamente qualificados e capazes da dar resposta as exigências impostas pela complexidade do mundo actual. Contribuir para isso é nossa obrigação moral e estamos comprometidos em realizá-lo.

Assim sendo, e visando a compreensão da complexidade e a inclusão social, o exercício da cidadania e a equidade e os princípios da bioética, assume-se que o CFS forma pessoas comprometidas com o mundo e a profissão, que são capazes de demonstrar competências de reconhecida excelência.